Não nos deixemos enganar!

Basta com isso!  Basta de cotas!

Negros e índios estão sendo subestimados em suas capacidades de aprendizado.

O sistema de cotas, não passa de um atestado de incapacidade. Declarados incapazes, se deixam envolver nas artimanhas de um governo hipócrita e manipulador.

O problema está no ensino publico e não na cor.

As escolas públicas não têm condições, nem plano, nem instalações e nem roteiros educacionais capazes de preparar os alunos para o Ensino Superior que paradoxalmente, em sua maioria, o de melhor qualidade  é ministrado por Universidades Federais (Públicas) –  um problema que vai além desta conversa. Neste cenário, o aluno das escolas públicas, sejam brancos, negros ou de qualquer cor, salvo exceções, não conseguem entrar nas Universidades Federais. Mal e mal nas particulares que são caras. Não pelo melhor ensino, mas pelos tantos outros motivos que fazem do Brasil o campeão em margem de lucros.  

Branco não nasce rico por causa da cor.

Melhorem o ensino público e todos terão chances iguais. Não pela raça, mas pela dedicação e empenho de si próprios.

Assinatura Zaida Machado

Zaida Machado (Elizaida Machado de Almeida), cidadã brasileira, mulher, hétero, branca, divorciada e mãe de quatro filhos.

  • Primeiro grau cursado em escola pública.
  • Segundo grau cursado em escola particular.  Não porque meu pai podia pagar, mas porque participei de um concurso de bolsas de estudos, oferecido pelo colégio. Uma monografia – à época ofereciam 4 bolsas para as melhores monografias acerca do tema indicado.
  • Faculdade cursada em universidade particular, à noite, após jornada de 8h de trabalho, paga com o meu próprio salário; que quase só dava para a faculdade e as passagens de ônibus.  Venci!

Assim como eu, existem milhões de brasileiros!

Queremos igualdade de direitos!

Não somos ricos porque nascemos brancos!

5 pensamentos sobre “Sou brasileira – Sou branca – Chega de Cotas!

  1. Bom acho que você não conhece muito de história que sabe vamos lembrar um pouco você como branca não nasceu rica, mas seus ancestrais provalmante vieram da europa fugindo da fome que lá assolava os país mas alguns já vieram com títulos de posse de terras para colonizar o país. Negros vindos em navios negreiros muitos morriam no caminho, pois comida era escassa ao chegar ao Brasil eram vendidos como mercadoria como comprar um pão na padaria viviam em senzala acorrentados e sem um direito básico que todo ser humano tem que a liberdade, então após a” famosa lei Áurea”que foi assinada, pois boa parte dos senhores de engenhos estavam falidos, deu-se a tão sonhada liberdade claro sem nenhum indenização ou seja com uma mão na frente e a outra atrás como você não teve saber todos os registros foram queimados afim de não haver algum registro, então os mesmo foram morar não em um bairro nobre e sim nas conhecidas hoje favelas sem escolas etc. Então ao em invés de ficar reclamando o fato de ser branca nenhum branco a foi assoidado, preso em um pelourinho ou teve que comer restos de animais como bucho ou mondongo ou como você acha que nasceu a feijoda ou o mocotó não foi nenhum mestre francês que fez. E como boa parte da população você nunca se botou na outra ponta. Alexandre Rodrigues de França netos de Italianos e Africanos, Educador Físico

    Gostar

    1. Alexandre, primeiramente, boa noite e obrigada por ler o artigo e comentá-lo. Engana-se quando diz que não sei muito de história, mas tudo bem, esta não é a questão aqui. Engana-se, também, quando diz que nunca um branco foi açoitado, torturado e teve que comer ratos ou camundongos. Acho que você se esqueceu da maior mortandade que ocorreu na história, não faz muito tempo: o holocausto. Brancos europeus foram não só tratados como animais, como mortos de maneira cruel e desumana. Então, não vamos nos pautar em história e sobrepujanças de uma raça ou grupo sobre a outra. A história é cheia de exemplos que descaracterizam esse jargão de que branco nunca foi perseguido ou maltratado, ou esteve em situação desprevilegiada. Isto sim, é um  racismo reverso ou positivo como chamam-no na África do Sul pós apartheid (veja http://pt.euronews.com/2013/12/08/os-guetos-brancos-da-nova-africa-do-sul/). Admito sem sombras de dúvidas que a raça negra, no Brasil, sofreu o despropósito histórico que conhecemos como escravidão (não só no Brasil). Isto atrasou e dificultou suas chances de se apossarem e firmarem no mercado, assim como os outros cidadãos. No entanto, conhecemos muitos casos em que negros se sobressaíram de forma brilhante e contundente no Brasil e, principalmente, no nosso vizinho EUA. Por que será? Lá eles (os negros), também,  caracterizaram-se como mão-de-obra escrava. Bem, sabemos que apesar das similaridades no processo colonizador (índios, negros, imigração Européia e etc) os EUA avançaram sobremaneira em relação ao Brasil e demais colônias das Américas, e isso se deu, parte pelo menor distanciamento do mercado europeu e, principalmente, pelas peculiaridades das culturas colonizadoras (Inglaterra x Portugal). E, mais recentemente, por um afastamento total de bases socialistas. A função da máquina governamental é funcionar de forma a proporcionar saúde e bem-estar a todos as áreas e seus indivíduos, mas cada indivíduo possui a sua especialização e função dentro do mecanismo como um todo. Não importando sua cor, credo e gosto, e sim seu papel dentro da máquina. Se cada um fizer sua parte, todos viveram em harmonia e desfrutaram dos benefícios produzidos pelo organismo como um todo. Mas cada qual conforme sua especialização e necessidades. Esse mecanismo saudável e bem engrenado se retroalimenta e evolui conforme quão especializados são cada setor, e conseqüentemente, cada indivíduo de tal setor. Repito: não importando cor, credo ou gosto. Ocorre que a ascensão de um setor para o outro é proveniente de um esforço próprio e particular de se auto-especializar.A função do governo é proporcionar educação de qualidade para todos. Uma boa educação de base é fundamental para a formação e especialização de cada indivíduo. Este é o maior câncer do Brasil. Uma educação pública (aquela a que todos têm acesso) de qualidade na base.
      Bem, é só por hora! Espero ter sido feliz nesta minha nova argumentação. Podemos falar mais se quiser. Tenha um ótimo dia e excelente final de semana. Ah! Sou descendente de portugueses e índios. Zaida Machado.

      Gostar

  2. MEUS PARABÉNS!!! EXCELENTE ARGUMENTO!!!

    INFELIZMENTE, NOSSA PRESIDENTE DILMA “CHUTOU” COM OS DOIS PÉS O TRASEIRO DOS BRANCOS!!! E DE FORMA INDIRETA CHAMOU OS NEGROS DE INCOMPETENTES!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s